11.5.09

Etiqueta:

Eu e a cozinha

A minha "relação" com a cozinha tem uma história. Quando era pequena ajudava a minha avó, que era uma cozinheira de mão cheia mas nunca "apanhei" muito bem a ciência da coisa pois a minha avó fazia tudo a olho. Além disso aproveitava a minha ajuda para despachar as partes "chatas": cortar os alhos, as cebolas, descascar as batatas... e ao mesmo tempo ia cozinhando. Desses poucos anos (depois ficou muito velhota para ir para a cozinha) que a ajudei aprendi principalmente a descascar muito bem as coisas (lol).

A minha mãe tinha mesmo jeito era para bolos (e que belos bolos) e portanto de cozinha também nunca aprendi muito. De bolos... bem também nem por isso porque gostava mesmo era de rapar as taças... hehe. Tudo corria bem até ao dia em que inventaram as espátulas...
Conforme fui crescendo fiquei com a "responsabilidade" dos almoços de domingo. Os meus pais iam à missa do meio-dia e eu fazia-lhes o almoço. Quase sempre envolvia bifes e esparguete.

E assim chegou o dia em que sai de casa. Fui viver sozinha e como rapariga desenrascada que sou trazia comida da casa da mamã (lol).
 
Entretanto conheci o maridão e um dia fomos viver juntos. Pois é... lembro-me que na altura a mãe do maridão (que ainda não o era), provavelmente com receio que o filho se tornasse um espeto, foi-me ensinar a fazer sopa. Posso dizer que é graças a ela que hoje em dia faço tantas variedades de sopa e todos gostam. Também me ensinou a fazer o prato preferido do filho: Pernas de Frango guisadas (ver este post).

Sem dúvida que o maridão "sofreu" um bocado durante os primeiro meses. Primeiro com a minha falta de jeito e depois pela minha falta de sal! Lol! Sim, ponho muito pouco sal na comida... nunca fui habituada a comer comida com muito sal e ele, pelo contrário, estava habituado a um bom tempero.
 
Com o tempo fui-me aprimorando e ganhando cada vez mais o gosto pela cozinha e assim cheguei aos dias de hoje em que até faço posts sobre as minha aventuras culinárias. Procuro receitas, experimento-as e claro que há vezes em que não correm tão bem mas ultimamente acho que lhe apanhei o jeito e tenho sabido escolher receitas que resultam bem.
 
Ao fim de 5 anos delicio-me a ver a cara de aprovação e contentamento do maridão e das pessoas que vêm almoçar/jantar cá a casa. E assim é a minha história com a cozinha :-)

2 comentário/s:

  1. Temos uma «vida culinária» muito parecida. As necessidades da vida tb me levaram a aperfeiçoar os meus dotes culinários. E agora adoro experimentar coisas novas! E até me correm bem!! Bisous ;)

    ResponderEliminar
  2. Dina
    Tb adoro experimentar coisas novas e principalmente quando correm bem e me dizem "podes repetir sempre que quiseres!"
    Bjs :-)

    ResponderEliminar

Obrigado pelo comentário! =)

(Nota: Devido à grande quantidade de spam recebido, a confirmação de palavras foi activada)

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.