11.10.11

Etiqueta:

A sombra do que fomos - Luís Sepúlveda

Eu sei que devia estar a ler "As Crónicas do Pássaro de Corda" (e estou) mas a verdade é que comprei dois livros entretanto e não resisti enquanto não os li. Atenção, não é por não estar a gostar das 800 e tal página de Murakami (estou) mas soube-me bem ler estes nos intervalos (estive uns diazitos de férias e aproveitei para ler mais um pouco que o habitual).

Bem, o primeiro foi "A Sombra do que Fomos" de Sepúlveda (devoro os livros dele mais ainda do que Murakami) e gostei muito. Li-o em três tempos e senti-me verdadeiramente transportada para o Chile e para o armazém onde três antigos revolucionários, com mais de 60 anos esperam pacientemente por um camarada para executarem talvez a última acção revolucionária das suas vidas. Nenhum deles sabe exactamente o que tem de fazer pois foi um quarto elemento que os convocou e organizou tudo. Por entre lembranças e histórias, esperam pacientemente sem saberem que o outro morreu a caminho, vítima de um gira-discos lançado por uma janela. Gostei muito e não parei enquanto não o li todo (ok, parei para dormir e continuei no dia seguinte - risos). Vale sem dúvida a pena folhear este romance.
Avaliação - 5/5

O segundo livro não tem nada a ver com os que escolho habitualmente e foi mais pela curiosidade que o li. Comecei por o folhear no supermercado e acabei por o comprar. "Condenada - O caso que abalou a justiça americana" é um livro que relata a história verdadeira de Stacey Lannert. Abusada sexualmente pelo pai desde os 8 anos e sem qualquer apoio familiar vê, aos 18 anos, a irmã mais nova ser vítima do mesmo. Acaba por matar o pai e é condenada por homicídio premeditado a prisão prepétua sem possibilidade de condicional pois a acusação acredita que ela queria o dinheiro do progenitor e que está a inventar quanto aos abusos. Dezanove anos depois o seu caso é finalmente revisto pelo governador do Missouri.

Avaliação - 2,8/5

1 comentário/s:

  1. Já tinha lido o livro do Sepúlveda e gostei. O outro não conheço.

    ResponderEliminar

Obrigado pelo comentário! =)

(Nota: Devido à grande quantidade de spam recebido, a confirmação de palavras foi activada)

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.