27.3.13

Etiqueta:

Nome de Toureiro - Luís Sepúlveda

Acabei de ler ontem à noite o "Nome de Toureiro" de Luís Sepúlveda. Não foi dos meus preferidos mas a qualidade e simplicidade da escrita continuam a fazer dele um dos meus escritores favoritos.

Neste livro o autor presenteia-nos, como lhe é habitual, com reflexões profundas sobre as ideologias da Alemanha nazi e da ditadura no Chile. Não esqueçamos que o próprio Sepúlveda fez parte da guarda pessoal do presidente Salvador Allende até ao golpe militar de Pinochet, altura em que teve de abandonar o Chile.

A história do livro é muito simples: o muro de Berlin caiu e dois homens (rivais) procuram sessenta e três moedas de ouro desaparecidas durante a Segunda Guerra Mundial da prisão de Spandau. Para isso, cada um contrata dois antigos combatentes para que encontrem o tesouro. Por um lado temos Belmonte (com nome de toureiro) que é coagido a fazê-lo, sob a ameaça de algo acontecer ao amor da sua vida, Verónica. Por outro temos Galinsky, um antigo militar que obedece cegamente, com o único propósito de enriquecer.

Apesar de não ser, como disse, dos meus favoritos (com qualquer autor, gostamos mais de umas obras do que de outras) é um livro interessante e que se lê facilmente.

Avaliação – 3,5/5

© I.P. - Não se autoriza a cópia, distribuição ou transmissão desta imagem

0 comentário/s:

Enviar um comentário

Obrigado pelo comentário! =)

(Nota: Devido à grande quantidade de spam recebido, a confirmação de palavras foi activada)

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.